European Blues Challenge 2018 – eleição representante português

REGRAS PARA CANDIDATURA A SER A/O CANDIDATA/O PORTUGUÊS AO EBC – EUROPEAN BLUES CHALLENGE

REQUISITOS OBRIGATÓRIOS

a) Podem participar todas as formações de Blues. O número máximo de componentes está limitado a um máximo de 10 pessoas.

b) Nacionalidade: Pelo menos 50% dos integrantes de cada grupo candidato ao concurso deverá ser de nacionalidade portuguesa.

c) Todos os músicos integrantes das formações devem residir em Portugal.

d) É essencial fornecer o nome da formação que se apresenta como candidata ao concurso, assim como os nomes de todos os músicos que a compõem, detalhando o instrumento que tocam e que serão os mesmos que actuarão na edição em que se candidatam.

e) Sem prejuízo, de eventuais campanhas de angariação de fundos a levar a cabo, os integrantes da formação musical eleita para representar Portugal no EBC deverão responsabilizar-se pelos custos das duas viagens, refeições e estadia na cidade sede do evento durante os dias em que se realize (2 noites mínimo).

f) As formações musicais que venham a ser eleitas a representar Portugal no EBC não poderão voltar a candidatar-se nas três edições seguintes à sua participação. Sem prejuízo, os músicos integrantes das formações musicais que tenham representado Portugal em alguma edição do EBC, podem apresentar-se a título individual ou como membros de outras formações diferentes, uma vez decorridas 2 edições do EBC.

NOTA 1: O European Blues Challenge é um concurso europeu organizado pela European Blues Union. Os grupos europeus participantes não cobram nenhuma retribuição económica e aceitam em actuar gratuitamente em contrapartida de se apresentar face aos programadores de festivais dos diversos países europeus e de conseguir a divulgação e difusão através dos diversos meios de comunicação presentes.

NOTA 2: Com a finalidade de difundir a sua música na Europa, é solicitado à formação musical eleita que ceda um tema gravado para ser editado num disco de compilação do EBC e que deverá ser entregue até 15 de Dezembro do ano em curso.

MATERIAL INFORMATIVO NECESSÁRIO

O material informativo necessário para poder avaliar as candidaturas é o seguinte:

A) Nome da formação que se apresenta como candidata ao concurso, assim como os nomes de todos os músicos que a compõem, detalhando os instrumentos que tocam.

B) Una foto de alta resolução de 4 x 6 cm com o nome do grupo.

C) Uma sinopse abreviada em português para poder publicar na página web da EBU, com o máximo de 50 palavras.

D) O endereço de um site web ou outro espaço na internet no qual se possa encontrar informação adicional da formação musical.

E) O endereço de um canal ou vídeos youtube ou outro espaço na internet onde se possa ver um vídeo da formação.

F) Um telefone de contacto que se usará unicamente para poder contactar com a formação no caso de ser eleita.

G) OPCIONAL: Uma ficha técnica ou rider técnico do grupo em formato PDF, detalhando plano de palco e detalhes técnicos desejados.

O descrito nas alíneas acima deverá ser enviado para:

geral@bbbluesfest.com.pt

dentro do prazo fixado prazo fixado para a convocatória de cada ano e que para o EBC 2018 será entre os dias 29 de Setembro a 22 Outubro de 2017.

Não se consideram válidas as propostas que não cumpram com os requisitos obrigatórios nem as que não enviem todo o material informativo necessário ou o façam fora de prazo.

As formações musicais que entreguem em tempo todo o material informativo necessário e que cumpram os requisitos obrigatórios, vão figurar publicamente na página web da European Blues Union (secção portuguesa) bem como os membros do júri que farão a votação nos prazos designados.

A partir do dia 15 de Novembro de cada ano publicar-se-á na página web da European Blues Union o nome da formação musical eleita a representar Portugal na próxima edição do EBC.

MEMBROS DO JÚRI

 Lista dos membros do Júri que aceitaram avaliar e votar as formações musicais candidatas ao EBC organizado pela European Blues Challenge.

Hernâni Nascimento. Co-fundador e autor do programa Bluesmente Falando na RUA FM, desde 2005. Organizador e programador do São Blues em São Brás. Responsável do Site Portugal Blues.

João Godinho. Co-fundador do programa Bluesmente Falando na RUA FM, desde 2005. Organizador e programador do Faro Blues. Presidente da Associação de Blues ao Sul.

Adalberto Ribeiro. Produtor e programador dos festivais Gaia Blues, Santa Maria Blues, Lisbon Blues Fest, Porto Blues Fest, Coimbra Blues e Reguengos Wine & Blues

Nuno Cabral Fundador/Diretor Geral do Clube de Blues Portugal e da Rádio Clube de Blues, Músico e Formador.

António Ferro. Fundador da primeira banda de blues em Portugal – Go Graal Blues Band. Fundador dos seguintes festivais de blues: Gaia Blues, Seia Jazz & Blues, Santa Maria Blues e Marofa Folk &Blues. Colaborou com o Primeiro de Janeiro durante 5 anos (artigos sobre jazz e blues) e na rádio nova no programa “Oporto Blues” durante dois anos, todos os Domingos.

Victor Afonso. Músico. Professor. Cinéfilo. Programador do Teatro Municipal da Guarda e do Festival de Blues da Guarda.

António Monteiro. Organizador do Santa Maria Blues.

Nuno Calado. Apresentador e autor de programas radio desde os anos 80. Em 1991 muda-se para a Antena 1 e é um dos fundadores da antena3. É conhecido o seu trabalho no apoio e fomento dos projetos musicais portugueses.

André Pinto. Faz rádio desde os anos 90. Autor e apresentador do programa “O Canto do Blues” na Antena 2. Crítico musical de jazz no JL – Jornal de Letras.

Renato Dias. Organizador e programador do Villa Sessions.

Artur Carrapato. Organizador do Reguengos Wine & Blues Fest

Tatanka. Musico – The Black Mamba

Alex Liberalli – Organização do Nova Arcada Braga Blues

Jacques Ribeiro. Promotor e Organizador Wine & Blues Festival – Viana Castelo

Álvaro Rangel de Andrade. Organizador do Jazz AlémTejo.

 

REQUISITOS PARA SER MEMBRO DO JÚRI

Com a finalidade de garantir autoridade dos membros do Júri que vão avaliar as candidaturas ao EBC, são requisitos fundamentais:

  • Realizar ou ter realizado um programa radiofónico sobre o Blues em Portugal.
  • Ser programador de um Festival de Blues em Portugal (ou de Jazz mas que contenha algum dia dedicado ao Blues)
  • Ter sido redactor de algum meio escrito (papel ou digital) relacionado com o Blues em Portugal
  • Ter reconhecido prestígio no mundo do Blues em Portugal.

NOTA: Em nenhum caso, os membros do Júri poderão ser algum dos músicos integrantes das formações que se candidatam.

O nome das pessoas que cumpram com os requisitos para ser membros do júri e que efectuem a sua votação deverão dar autorização para constar nessa qualidade na página web oficial da EBU.

A avaliação e votação decorrerão nos prazos definidos para cada edição, a partir da informação disponibilizada pelos candidatos ao EBC. Os membros do Júri que não cumprirem com o prazo exigido não contarão para o apuramento final. O prazo das votações para a eleição do candidato a apresentar-se a concurso no EBC 2018 será entre as datas de 29 de Outubro a 5 de Novembro de 2017.

Cada membro do Júri pontuará 3 grupos da seguinte maneira: 3 pontos ao grupo que mais goste; 2 pontos ao segundo grupo; 1 ponto para o terceiro grupo. Após votação de todos os membros do júri, soma-se os pontos e o grupo que tenha mais pontos será o eleito o representante a participar na Edição do European Blues Challenge.

Para garantir a privacidade da votação, Dúlio Canário e Rui Guerreiro em representação da Associação BB Blues Portugal, serão as pessoas encarregadas de recolher os votos dos membros do júri e de recolher os votos e anunciar os resultados nos prazos previstos. Situações omissas serão também arbitradas por estes representantes da Associação BB Blues Portugal.

Para garantir a transparência do processo bem como a sua confidencialidade, opta-se por uma votação secreta e só disponível aos membros do Júri que o solicitem (uma vez acabada a votação) e entre os representantes da Associação BB Blues Portugal acima mencionados.